Flirck
 
nov
11
2011

Igreja: Sonho Planejado

Algumas igrejas são tão concorridas que a espera para marcar a data de subir no altar pode chegar a dois anos. Antecedência, portanto, é a única saída.

Desde pequenas, as mulheres sonham, e idealizam a igreja onde querem se casar. A mais tradicional, a que fez parte de algum momento especial de sua vida ou simplesmente aquela que, na sua opinião, é a mais bonita. O fato é que, assim como você, milhares de outras noivas também buscam a igreja ideal para este dia tão importante e muitas vezes justo aquela igrejinha tão sonhada durante anos é também o sonho de grande parte dos casais que a freqüentam. As igrejas nunca foram tão concorridas, o que se deve ao aumento no número de casamentos por todo o País. E quem sai no lucro nessa disputa, são os casais prevenidos e que tiveram um bom planejamento. Sim, conseguir uma vaga na igreja desejada tornou-se uma verdadeira disputa. E se você morar no Estado de São Paulo, ela poderá levar até dois anos para ser vencida.

Algumas paróquias chegam a ter filas por ordem de chegada na ocasião do agendamento. As principais delas no ano estão com poucas datas disponíveis, inclusive durante o mês de agosto, época que os casais supersticiosos costumam evitar.

A cerimônia religiosa pode incluir uma missa completa ou consistir na estrita celebração do matrimonio sem a comunhão. Sobre este assunto é importante falar primeiro com o sacerdote, que é quem vai presidir a celebração, alem de indicar textos bíblicos ou gestos simbólicos a serem usados.

É interessante verificar também se a paróquia estipula um numero Maximo de padrinhos por noivo, o que deve ser feito antes de começarem a fazer os convites.

A decoração é um quesito que também merece atenção, pois algumas igrejas divulgam a quantidade máxima de arranjos permitidos. Além disso, outro fator importante é que no dia do casamento terão outras cerimônias marcadas em diferentes horários. Combinar com o outro casal de utilizar. Cuide para que ela seja realizada de forma simples e bonita, para que todos fiquem a vontade.

O que também não é mais recomendado e, na maioria das vezes nem é permitido, atraso excessivo da noiva. O máximo permitido pela etiqueta é de 15 minutos. Mais do que isso, seria abusar de seus convidados como também do casamento que vem a seguir.

Documentos para a cerimônia religiosa:

  • Xerox da cédula de identidade (RG) dos noivos;
  • Certidão de batismo dos noivos;
  • Caso um dos noivos seja viúvo (a), certidão de óbito do (a) ex-esposo (a);
  • Pagamento da taxa da igreja.

O curso de noivos é condição obrigatória, procure informações na secretaria da sua paróquia. Caso um dos noivos ao seja batizado, o batismo poderá ser feito no dia do curso. Para casamentos fora da comunidade, como em chácara ou outro espaço para eventos, é importante procurar saber se o padre está autorizado para realizar casamento em diligência e disponível para a celebração.


Importante

Antes de tomar qualquer providencia consulte a igreja de sua comunidade. Procure, já ir providenciando sua certidão de batismo, pois pode levar meses para encontrá-la caso você se case em estado diferente do qual foi batizado.

Gostou ? Compartilhe:
nov
11
2011

Nossa casa: O endereço dos sonhos

O antigo desejo da casa própria está mais vivo do que nunca. O momento pelo qual passa o mercado imobiliário oferece boas possibilidades

 

Quem casa, quer casa. O famoso ditado, mesmo que tenha se tornado um clichê dos mais antigos, ainda faz muito sentido nos dias de hoje. Aliás, mais sentido até do que quando foi inventado na época do boom imobiliário, alavancando por juros de financiamentos em baixa e ofertas de imóveis em alta.

Não é de agora que os casais, após oficializarem a união e celebrarem da maneira mais intensa este momento tão especial na vida dos dois, desejam ter o próprio lar, que será a primeira das muitas coisas que irão dividir dali em diante. No entanto, nunca este sonho esteve tão próximo da realidade. De qualquer forma, é imprescindível lembrar que a pressa pode não ser a forma mais aconselhada para concretizá-lo. Antes de tudo, é fundamental ter em mente que as despesas aumentaram numa vida a dois, principalmente se ainda existem parcelas que restaram da festa, da lua-de-mel ou de qualquer outra aquisição que o casal tenha feito, já se preparando para essa nova vida.

Para quem pode esperar, é sempre aconselhável poupar para pagar à vista ou financiar um menor valor, seja de um imóvel na planta ou usado. Porem, a estabilidade econômica e o controle da inflação no Brasil, têm possibilitado cada vez mais um financiamento, mesmo que o valor de entrada não seja tão alto. E é por essa razão que compradores de até 30 anos de idade já respondem hoje por 32%dos contratos habitacionais na região Sudeste, conforme dados da Caixa Econômica Federal. Sem duvidas, a maior parte deles esta adquirindo aluguel, alem de garantir uma maior estabilidade para a família.

“Para os marinheiros de primeira viagem: façam contas e coloquem tudo no papel” mesmo sendo algo que envolve muita emoção e o desejo de ter o apartamento dos sonhos ser algo comum a todos, a racionalidade deve ser levada em conta na hora do calculo financeiro. Afinal, entrem num mar de dividas que atrapalhem os momentos de felicidade dos recém-casados.

Praticidade e conforto que cabem no bolso

O imóvel deve ter hoje dois ou três dormitórios e transmitir para o casal liberdade e segurança dentro de um condomínio, como também o fácil acesso do local e a praticidade de ter ao encontro comércios, bancos e hipermecados.

E para os que pensam que o sonho da casa própria ainda é algo muito distante, com uma renda de R$2 mil já é possível a aquisição de um bom imóvel. Os mais procurados, conforme explicou, são os que contam com boas condições de pagamento, mas que sejam bem distribuídos, de forma a acomodar a toda a família da melhor maneira

Há que se lembrar, é claro, da proximidade do trabalho.

Detalhes aparentemente pequenos como o barulho e a disposição do sol, de forma a iluminar o ambiente e aquecer o lar também devem ser colocados em pauta na decisão.

Despesas contabilizadas, planejamento de rotina estabelecido e vontades atendidas, agora é só aproveitar cada momento na primeira casa, o ponto de encontro do casal e da união familiar.

Gostou ? Compartilhe:
nov
11
2011

Estética e Beleza: Beleza é fundamental

Pele maravilhosa, cabelo sedoso, corpo em forma. Estar simplesmente um arraso no dia mais importante do casal exige atenção, tempo e cuidado com detalhes

 

Que nos desculpem as menos atentas, mas noiva tem que estar, sim, linda! E deslumbrante é o adjetivo mais apropriado para que todas se sintam no dia mais importante de suas vidas. Enquanto os noivos, claro, não devem tratar a aparência como um mero detalhe.

Ao mesmo tempo em que são acertados os principais itens da cerimônia e da festa de casamento, é de extrema importância que ambos arranjem alguns horários na agenda para cuidar da beleza. Deixar para ultima hora procedimentos como limpeza de pele, tintura dos cabelos, ou qualquer outro tratamento estético não é uma boa idéia. Emagrecimento então, nem pensar!

Há quem queira mudar  profundamente a aparência para estar renovado no dia de seu casamento, entre as mulheres, botox, preenchimento e próteses de silicone são muito procurados. Como são procedimentos que dependem de semanas ou até mesmo meses para completa recuperação, é aconselhável uma orientação medica que leve em conta o tempo para eventuais reparos percebidos após a cicatrização. Também muito comum – tanto para os homens quanto para as mulheres – é a lipoaspiração e a correção do nariz.

Se alguns dos dois não estão muito satisfeito com a balança e pretende perder alguns quilinhos para estar mais elegante no momento da celebração, a dica é iniciar uma dieta e uma sequencia de exercícios físicos. E o ideal é que essa maratona comece cerca de oito meses antes do casamento para que não surjam complicações decorrentes de excesso de exercícios em pouco tempo ou ainda problemas de saúde devido à alimentação  desbalanceada. Ter o acompanhamento de profissionais de nutrição e de educação física nesta etapa é fundamental.

Com certa proximidade da cerimônia, a pele passa a ser uma preocupação dos noivos e por isso é bom estar atento ao momento de fazer alguns tratamentos. Procedimentos mais complexos como peelings, preenchimentos faciais, tratamento para celulite e estrias são feitos em diversas seções e ainda podem causar algumas marcas e manchas na pele, por isso precisam ser programados. Além disso, a escolha de uma esteticista ou um dermatologista de confiança é a garantia de que não haverá dor de cabeça depois. Limpeza e hidratação da pele podem ser agendadas mais próximas ao grande dia, porém nunca devem ser feitas no dia anterior ou no mesmo dia. A pele pode ficar marcada e algum e algum produto usado pela primeira vez pode causar alergia ou irritação.

E já que o casamento é uma festa cheia de alegria e os noivos vão distribuir sorrisos para todos os lados, nada mais interessante que se preocupar em deixar os dentes mais bonitos. Esse quesito, o clareamento dental é a opção mais procurada pela praticidade e eficiência. Para isso também é necessário o cuidado de procurar um profissional habilitado para o tratamento a laser ou até mesmo para o tratamento caseiro. Com um mês de antecedência, é possível obter o resultado desejado para o dia da festa.

Há poucos dias do casamento é hora de cuidar dos cabelos, das unhas e das sobrancelhas. Se a noiva está com os cabelos ressecados é preferível iniciar com mais antecedência um ciclo de hidratações para que as madeixas fiquem exatamente como o desejado. Para aqueles e aquelas e aqueles que desejam mudar o visual de forma radical, a dica é não fazer isto no dia da festa e sim algum tempo antes para que os cabelos possam assentar melhor ou até mesmo crescer um pouco, caso o corte não fique bom. As tinturas também exigem atenção redobrada em relação ao tempo. Muitas vezes a cor desejada não é a cor obtida. Portanto, é preciso ficar de olho e escolher bem o produto e o profissional. No caso de unhas quebradiças e enfraquecidas uma boa alternativa são as novas hidratações para fortalecimento. As sobrancelhas podem ser feitas dois ou três dias antes se a noiva já conhecer o trabalho do profissional, assim ela terá a certeza de belos contornos sem correr o risco de ficar com falhas indesejáveis.

Para os noivos adeptos desses cuidados de beleza vale também a dica de ajeitar as sobrancelhas quando elas forem mais rebeldes. A cera quente, que pode principalmente assustar, é um método para tirar os pelos entre as sobrancelhas e assim dar mais leveza ao olhar. Quanto as mulheres, como estão mais acostumadas com a depilação, é bom agendar uma sessão completa dois ou três dias antes do casamento e assim adiantar o processo de preparação.

E uma dica relaxante: uma boa massagem tanto para ela como para ele no dia da festa. A ação, depois de tantos detalhes e preparativos, pode ser um tratamento fantástico para ficar longe do estresse e da agitação anteriores ao casamento. Lembrando sempre que a tranqüilidade é a ultima dica para uma noiva radiante e um noivo feliz da vida!

 

Gostou ? Compartilhe:
nov
11
2011

Elegância: Um vestido que não segue moda

Não existe moda, nem tendência. Usando o bom senso, o vestido perfeito poderá ser aquele com o qual a noiva sempre sonhou

 

Um dos momentos mais marcantes antes do dia do casamento é a escolha do vestido de noiva, que na maioria das vezes gera muitas duvidas. Não é à toa que isso ocorre, pois o mercado está cheio de opções. Antes de qualquer coisa, a noiva precisa decidir como o vestido será adquirido, ou seja, comprado, locado ou aluguel. Embora o vestido deva ser excepcional não existem regras nem limitações ao design. O vestido ideal é aquele com o qual a noiva sempre sonhou.

Além de bonito e original, o modelo deve favorecer a imagem da mulher e estar em sintonia absoluta com o gosto particular e estilo. O tecido, a cor, os acessórios também pesam na escolha, mas o vestido deve apenas traduzir o seu sonho, os especialistas em etiqueta concordam que o certo e o errado são bastante relativos quando o quesito é “noivas”, mas, nesse momento é o bom senso que precisa imperar.

O primeiro passo é levar em consideração o horário e local da cerimônia, pois são fatores que determinam o estilo do casamento. Uma cerimônia que será realizada durante o dia pede modelos com tecido mais leves e um pouco esvoaçantes, especialmente se ocorrer no verão ou primavera. Já na temporada mais fria, tecidos adamascados e mais pesados são boas alternativas.

O tipo físico também conta pontos na hora da escolha do vestido. A idéia é ressaltar os atributos e disfarçar os defeitinhos da noiva. O vestido com corte evasê e império é ideal para as mais baixas, ele alonga a silhueta, além de disfarçar o volume da barriguinha e quadris.

O shape, mais conhecido como sereia, é justíssimo e indicado apenas para as noivas em forma, já que delineia o cor. O lânguido também irá marcar as formas, por ter tecidos fluidos e com caimento. Já o rodado com o estilo princesa precisa ter a cintura bem marcada para contrastar com o volume da saia e não engordar. As mangas bufantes, longas ou curtas são ótimas para braços mais gordinhos, pois um vestido tomara-que-caia vai evidenciá-los. Quanto as listras (ou formato do bordado), elas podem ser aplicadas ou criadas com efeito de diferentes texturas do tecido, mas lembre-se: na horizontal engordam, na vertical alongam.

Mas lembre-se: são apenas dicas. O importante é que a noiva tenha um vestido que combine com a sua personalidade.

Sou madrinha, e agora?

Assim como a noiva, a madrinha também tem seu papel de destaque durante a cerimônia. Por isso, todo cuidado é pouco na hora da escolha do vestido, pois o grande problema é o fato da semelhança entre os trajes. A noiva – com delicadeza e diplomacia – deve tomar este cuidado, questionando as madrinhas de forma sutil. As madrinhas precisam manter um relacionamento mais estreito com a noiva durante o período pré casamento, principalmente se elas querem participar atualmente em todos os quesitos. Então, antes de comprar ou alugar o traje, a melhor coisa a ser feita é verificar se a noiva tem alguma sugestão, lembrando que não é interessante colocar uma imposição de cor.

Em casamentos realizados no período da manhã, o traje deve ser totalmente informal. A madrinha pode utilizar um vestido longuete, tailleur e tonalidades claras. As estampas podem ser florais, os brilhos devem ser totalmente evitados e os vestidos longos devem ser deixados de lado. O chapéu é um acessório que combina bastante com as cerimônias realizadas ao ar livre, o sapato pode ser o tradicional Chanel ou as sandálias.

Para as cerimônias realizadas durante a tarde, as madrinhas podem acrescentar uma pequena porção de brilhos nos vestidos estilos longo ou longuete. O tailleur também pode ser usada, acessórios como jóias de strass e carteiras de festas são bem-vindos. Nesse caso, as tonalidades sóbrias são as mais indicadas e o sapato pode ser Chanel e sandálias no verão.

Para um casamento formal durante o período da noite, os vestidos longos são os mais indicados e o brilho pode ser incluído sem grandes preocupações. Neste horário, a roupa para madrinha deve ser um pouco mais sofisticada, além de que pode receber pedrarias e cordados com lantejoulas. Os sapatos que combinam com a ocasião são o scarpin e Chanel, e para as cerimônias feitas no verão as sandálias são consideradas ótimas opções.

Em casamentos mais sofisticados as madrinhas podem abusar dos bordados em pedrarias, lembrando, porem, que o estilo clean está em alta. A cabeça pode ser trabalhada, seja com arranjos ou outros tipos de adereços. Jóias ou bijuterias devem sempre combinar com o vestido. Caso ele tenha muito bordado, os brincos delicados são os mais apropriados.

As madrinhas jamais devem usar um traje na cor branca ou tons parecidos, assim como nenhum convidado. É a regra! A cor preta, para as madrinhas, independente da hora do casamento, está também proibida, a não ser que esteja mesclada com outra cor, pois embora chique e clássica deve ser evitada. Se combinada com acessórios de cores diferentes, pode-se criar um estilo sofisticado. Mas o preto total não é adequado.

Caso a noiva opte por uma única tonalidade entre as madrinhas (atitude que já foi bem comum, mas que nos últimos tempos não é mais cogitada), as roupas devem ser confeccionadas na cor escolhida, mas os modelos podem ser diferenciados entre elas. Uma dica é combinar o tipo físico, personalidade e o estilo do casamento.

A mãe da noiva e a mãe do noivo

Claro que as mães são as pessoas mais importantes, depois dos noivos em uma cerimônia de casamento. Assim como as madrinhas, as mães devem trocar idéias com a noiva para sugestões de tonalidade. Tanto a mãe da noiva, quanto a do noivo devem estar elegantes, com trajes que transmitam toda sua personalidade e que as façam sentirem-se bonitas. Devem, portanto, escolher a cor dos vestidos primeiro, para que as madrinhas optem por cores diferentes.

Os vestidos das mães devem seguir uma linha mais clássica, ainda mais se a celebração formal. As túnicas e capas ficam muito elegantes para mulheres de tamanho acima do 46. Os modelos são os mais variados, como frente-única, tomara-que-caia, ombro-a-ombro, alça fina, manga medieval.

Para uma cerimônia informal, os vestidos para as mães devem ser estilo longuete ou longo, dependendo apenas do local onde será realizada a festa. Os trajes sóbrios, tailleur ou um vestido com decote discreto são perfeitos para esse tipo de ocasião. No caso de saia e corpete, as tonalidades devem ser combinadas e o brilho não pode ser carregado demais.

Já para uma cerimônia de casamento semi-informal, longo, saia, corpete e tailleus também são ótimas dicas. O que irá definir o melhor modelo é o tipo físico da mulher. Para casamentos realizados nos períodos da tarde e à noite, os brilhos são permitidos, mas desde que sejam usados com certa moderação. As estampas exageradas precisam ser evitadas, pelo simples fato de que as atenções devem estar voltadas somente para a noiva. Já os tecidos mais indicados para os casamentos atuais também diferem de acordo com o horário da cerimônia. De manhã os indicados são tecidos de seda, linho e sem brilhos. Para a tarde deve ser de musseline, crepe, gorgorão e seda. Porém, nas cerimônias vespertinas é possível acrescentar um pouco de brilho as traje. Já a noite os tecidos devem ser de seda, veludo, tafetá, principalmente no inverno, musseline, crepe e crepe de seda. Neste período, as mães poderão abusar dos bordados, brilhos e paetês.

Por fim, o calçado varia de acordo com a estação, ou seja, caso seja em dias quentes o melhor é uma sandália preta, branca, prata ou dourada. Mas, a cor do sapato precisará combinar com a cor do traje.

Gostou ? Compartilhe:
nov
11
2011

Detalhes: Noiva bem vestida precisa de acessórios

Luva, véu, grinalda, sapatos e brincos dão vida ao vestido. Mas sempre é preciso ficar atenta para não exagerar nas combinações

 

Noiva sem brilho, harmonia, beleza e sutileza não é noiva. E qual delas não pensa em casa detalhe do seu visual do grande dia? Portanto, os acessórios são essenciais para a valorização do vestido. Contudo, é preciso ter cuidado para não exagerar e errar. Conheça alguns dos principais acessórios e como usá-los.

Véu

Usar véu é um clássico. De tecido leve, tipo tule, ele veste a cabeça, desce pelos ombros e termina na cintura, quando curto, ou acompanha todo o corpo indo terminar no chão, quando longo. Pode ser solto e esvoaçante ou preso no coque ou, ainda, na grinalda. Para um resultado meio retrô, a dica é usar um voalete no lugar do véu; ele cobre o rosto até logo em cima da boca e combina com vestidos mais colados ao corpo.

Sapatos

Não é porque o vestido é longo que a noiva deve se esquecer dos sapatos. Recomendado na cor branca ou forrados com o mesmo tecido do vestido, os sapatos devem ser, acima de tudo, confortáveis.

As plataformas são ideais para quem quer ganhar alguns centímetros e o melhor é que não se cansam.

Dependendo do modelo do vestido a noiva pode sim optar pelas sandálias. E há ainda o modelo chanel, clássico e eterno

Grinalda

Deve ser usada nos tons do vestido, combinando com o formato do rosto e cabelo. A grinalda pode prender o véu ou ser usada sozinha, cheia de destaque.

Luvas

Use somente se o vestido for tomara-que-caia, sem mangas ou com mangas curtas. As luvas são mais indicadas para cerimônias noturnas, mas caso queira usá-las de dia prefira as sem brilho e as que vão até o pulso (as sem dedos).

Tiara

Abolir o véu e usar apenas uma tiara também faz bonito na cerimônia. Uma luminosa tiara com pedras e brilho pode deixar o penteado bem sofisticado.

Brincos

A regra é colar grande, brinco pequeno. Vestidos limpos e discretos podem combinar com brincos grandes, mas sem colar. Brincos médios, de pérola e delicados são mais fácies de combinar e funcionam com quase todos os looks.

Anéis

Evite-os, principalmente se estiver usando luvas. Lembre-se que na mçao esquerda será colocada a aliança.

Colar

O colar não é indicado no caso de vestidos com muito bordado. Já um tomara-que-caia – que deixa o colo livre – pode aceitar um belo colar, do tipo coleira. As pérolas podem ser uma boa dica. Um decote em ‘V’, mais cavado, pede um colar alongado.

 

Chapéu

Tanto a noiva quanto as madrinhas podem colocar chapéus, mas somente em cerimônias até as 18h, pois o principal objetivo do chapéu é proteger o rosto do sol.

Gostou ? Compartilhe:
nov
11
2011

Alianças: Símbolo da união perfeita

Casamento é quase o sinônimo de aliança. O desejo de compartilhar a vida em todos os seus momentos sem se importar se são alegres ou tristes, difíceis ou cheios de conquistas é a premissa da união, que só poderia ser simbolizada através de uma jóia tão importante quanto o anel de casamento que, com seu formato circular, encaixado perfeitamente ao dedo anelar, se torna um caminho sem fim que se repete eternamente, passando pelo mesmo lugar e dando voltas em si mesmo.

Mesmo que antiga, a tradição das alianças é um dos pontos altos de uma cerimônia de casamento. Das mais clássicas ás mais modernas, elas devem ser escolhidas a dedo pelo casal já que eles irão carregá-las por um longo tempo.

A escolha deste item é, sem dúvidas, muito delicada. É preciso considerar o gosto do noivo e da noiva, unindo as preferências de cada um da melhor forma possível.

 

Do noivado ao casamento

Há quem não queira mais passar pela etapa do noivado antes do casamento. Mas, convenhamos que um pedido de casamento acompanhado de um lindo anel, é irresistível para qualquer mulher. Para os casais mais românticos que gostam dessa idéia, existem duas opções de alianças.

Uma delas é o anel ou meia aliança de brilhante ou diamante para a noiva. Esta opção é ideal para aqueles que desejam surpreender a pessoa amada.

Neste caso, é necessário comprar outro par de alianças, gravado com nome do casal e data, para que troquem durante a cerimônia de casamento. Após a troca, a noiva pode usar o anel de noivado junto da aliança.

Outra alternativa é escolher o par de alianças oficial, já para o momento do noivado. Primeiramente, os anéis só terão gravados os nomes dos noivos, que vão usá-los na mão direita. Quando faltarem apenas alguns dias para o casamento, o noivo deve levar as duas alianças para serem polidas e gravadas com a data da união. Assim, no momento de trocá-las definitivamente, elas estarão brilhando como novas.

Tendências: O que usar?

No momento da escolha das alianças os noivos podem ficar em dúvida entre os estilos que vão encontrar. Existem as clássicas, as modernas e as básicas.

Existem ainda as que misturam o ouro branco, ouro amarelo e ouro rosa.

A tendencia do mercado de alianças, atualmente, é fugir dos modelos muito básicos. O novo conceito é fazer das alianças um retrato do casal, ou seja, transparecer a personalidade de ambos através dos delicados detalhes que elas podem trazer.

O diferencial de uma aliança pode ser um cravejado de brilhantes, um formato quadrado nas laterais, ou ainda a mistura de tonalidades do ouro, que continua sendo o material obrigatório para a ocasião.

Apesar de ser mais usada por alguns e preferencias de outros, essas tendências não devem se tornar regras, e sim dicas para ajudar o casal a encontrar a aliança ideal.

É importante que os noivos decidam sozinhos o que querem comprar. Esta é uma escolha unica e pessoal. Portanto, é imprescindível que os dois se concentrem em suas vontades e gostos e que deixem o momento tão romantico envolver os dois.

 

Curiosidade

As alianças surgiram no século XV. Eram usadas na mão esquerda porque acreditava-se que no dedo anelas esquerdo existia uma veia com destino direto ao coração e isto representava d, então, que este círculo de união estava diretamente ligado ao coração do casal.

Gostou ? Compartilhe:
nov
11
2011

Presentes: Estrutura para a vida a dois

O início da vida a dois é marcado por muitas despesas e organização da nova casa dos noivos. É aí que entram os presentes, que ajudam bastante o casal no seu dia-a-dia

 

A final, fazer ou não fazer uma lista de presentes? Essa dúvida, geralmente, paira na cabeça dos noivos diante das diferentes opiniões que surgem entre os familiares e pessoas próximas envolvidas nas organizações do casamento. Há quem considere a lista deselegante, outros julgam essenciais, principalmente porque os casais precisam de uma ajuda para o inicio da vida a dois. Se esta dúvida aparecer realmente, é um momento para que os noivos conversem a respeito para ponderar os prós e os contras. Mas uma coisa é certa: o bom senso na escolha dos itens da lista, com diferentes valores de produtos, é o mais optado pelos casais.

Primeiramente, ao fazer a lista de presentes, deve-se levar em conta se os noivos já vivem há algum tempo juntos. Neste caso, é muito provável que a casa já possua eletrodomésticos, utensílios, moveis e um enxoval básico para o uso do dia-a-dia. Por esse motivo, os noivos não precisam necessariamente de uma lista de presentes para equipar a casa. Os convidados que desejarem presentear os recém-casados, como forma de parabenizá-los pela união, vão fazer isso independente de haver a lista ou não.

Já os casais que ainda não possuem estes apetrechos, podem, sim, sugerir itens aos seus convidados através da lista de presentes. É importante organizá-la com produtos essenciais, práticos e de boa qualidade. Mas, como apresentar a lista de presentes aos convidados? Existem muitas opiniões em relação a isso e cabe aos noivos decidir como agir nesta hora. O fato de estar convidando uma pessoa deve ser comemoração que deve ser vivenciada com as pessoas que são especiais na vida do noivo e da noiva.

Portanto, se os noivos optarem por preparar uma lista de presentes, o ideal é que não enviem aquele cartãozinho anexado ao convite. O que pode ser feito é fornecer a lista para uma ou mais lojas. Quando os convidados questionarem, o casal pode dizer que a lista existe para aqueles que quiserem segui-la, e então passar o endereço e nome das lojas que vocês sugeriram.

Gostou ? Compartilhe:
nov
11
2011

Bebidas: Um brinde aos noivos

As bebidas da festa não podem ser tratadas como um mero detalhe. Parte importante do sucesso vai depender da quantidade e da quantidade dos drinks servidos.

 

Local escolhido, banda contratada e Buffet fechado, chegou a hora de decidir sobre um detalhe quase fundamental para o sucesso de sua festa de casamento: as bebidas. Sim, mesmo que você não seja muito fã de drinks e não acredite que eles sejam algo de tamanha importância neste dia, seus convidados certamente se atentarão a isso.

A primeira regra para acertar na escolha deste item tão peculiar é pensar no tipo de festa que está preparando. Formal, descontraída, de dia, de noite, longa, com muitas pessoas, enfim, inúmeros detalhes que vão fazer a diferença. O ideal é contar com opções para todos os gostos e que, claro, combinem com o ambiente e com o cardápio.

Algumas bebidas são clássicas e indicadas como: whisky, espumante, champanhe, vinho branco, vinho tinto, refrigerantes, água e coquetéis. Aliás, este ultimo tem sido bem explorado nas festas de casamento modernas, em que a criatividade é usada com a contratação de estilosos bartenders, que – muitas vezes com performaces -  preparam deliciosas bebidas, dando charme ainda maior à festa.

A escolha dos vinhos adequados fará com que o sabor do prato escolhido seja realçado. Para não errar, lembre-se: vinhos tintos (fortes) combinam com carnes vermelhas; e brancos, mais doces, se dão bem com peixes e crustáceos. Vinhos frisante, branco e suave acompanham muito bem os salgadinhos e bolo de casamento. Você poderá optar por champanhe francês, vinho frisante suave italiano ou prosecco, que são refinados e darão o glamour necessário ao evento.

Para acompanhar a carne branca, um vinho branco mais seco é uma boa pedida, que também faz combinações ideais com a maioria das massas. Se gostar de vinho do porto, ele poderá ser servido no final da refeição, como digestivo.

Na dose certa

Para se calcular a quantidade ideal de bebidas para a festa é preciso ter em mente aspectos como estação do ano, perfil dos convidados, variedade e tipo de festa. No verão, naturalmente, são consumidas maiores quantidades de água, refrigerante e cerveja. No interno, os vinhos são o alvo.

Homens normalmente bebem mais, o que também deve ser cogitado. Se houver apenas cerveja a quantidade deve ser bem maior. Além disso, é fundamental saber qual o tipo da festa. Se houver uma banda animada ou DJ, em que o som dure até tarde e os convidados estão entusiasmados, bebe-se muito mais do que num coquetel tranqüilo.

Dicas

Se estão à procura de originalidade e elegância para o casamento, optar  por  oferecer um ou dois tipos de coquetéis antes da recepção é indicado. Podem optar por um clássico coquetel de champanhe ou por algo um pouco mais moderno e arrojado. Para acompanhar é bom ter sempre água à disposição Um coquetel que combine com as cores do casamento também pode ser uma dica de sucesso.


Sugestão

BELLINI (suco de pêssego, champanhe/espumante)

 COSMOPOLITAN (vocka, cointreau, suco de limão, suco de cranberry, 1 cereja)

 MARGARITA (tequila, triple sec (Cointreau ou Grand Marnier), suco de limão e sal)

 PINA COLADA (rum, creme de coce, chantilly, suco de abacaxy)

 MOJITO (rum, limão, açúcar, água com gás, hortelã)

 SEX ON THE BEATH (vodka, licor de pêssego, suco de laranja, xarope de groselha, gelo)

Gostou ? Compartilhe:
nov
11
2011

Preparação: Caminhos Cruzados

O curso ou encontro de noivos oferecido pelas igrejas católicas busca orientar o casal sobre a importância de saber partilhar as conquistas e os desafios

 

Casar é coisa séria e exige além do amor, também maturidade, delicadeza, paciência, responsabilidade, companheirismo e até mesmo uma boa dose de bom humor. Afinal de contas, os convívios sadios é a chave do sucesso para qualquer relacionamento. Com este objetivo e o de reiterar os preceitos da religião, as igrejas católicas exigem que os casais freqüentem uma turma do curso de noivos antes da realização do casamento. O curso – ou encontro, como também é chamado – tem valor universal e pode ser feito em qualquer paróquia ou igreja, e não somente naquela escolhida para sediar a cerimônia. O detalhe importante é que o curso tem validade de seis meses. Se os papeis forem tramitados na igreja depois desse prazo, o casal terá que fazer o curso novamente.

Em linhas gerais, receber o certificado desse estudo significa um momento de partilha entre o casal, de fazer uma analogia dos caminhos que os levaram até o instante mágico do altar. O padre conversa diretamente com os pretendentes, discute questões básicas do casamento e orienta sobre a necessidade de doação de um para o outro. A duração do encontro varia de acordo com a igreja e, geralmente, é de um ou dois dias, realizados sempre aos finais de semana. Como os casais que participam desse encontro quase sempre vivem o mesmo momento, não é raro surgirem amizades e troca de experiências interessantes. Enquanto fotógrafos, convites, bem-casados e uma infinidade de detalhes são alvo de preocupações dos noivos, o encontro pode ser uma oportunidade proveitosa de parar de pensar no turbilhão de pendências e refletir sobre o real significado da união.

Gostou ? Compartilhe:
nov
11
2011

Viagem: A tão sonhada lua-de-mel

Chegou a hora de relaxar e aproveitar a viagem que foi escolhida para ficar para sempre entre as boas lembranças

 

Pode até parecer repetitivo, mas quando se trata da lua-de-mel tanto a noiva quanto o noivo precisam dar palpites em relação ao roteiro. Afinal de contas, se a noiva gosta de praia e os noivos do campo, certamente eles precisarão chegar a um meio termo para que a viagem seja realmente perfeita e recheada de boas recordações. Uma vez partilhado o destino, é recomendável fazer a reserva da viagem com cerca de seis meses da data do casamento. Assim, há tempo suficiente para ambos se programarem, principalmente para os roteiros internacionais.

Atualmente, os cruzeiros também são bastante procurados e cada vez mais a temporada marítima brasileira se estende. Desta maneira, noivos que casarão entre os meses de outubro e abril poderão desfrutar bons momentosa bordo de um navio. Não se esqueça que a lua-de-mel a bordo não é muito aconselhável para pessoas que enjoam por qualquer motivo. Existem casais que nunca haviam feito cruzeiro que tiveram períodos no navio um tanto desagradáveis. Hoje em dia, muitas agencias de turismo trabalham com o sistema de costa para quem quer fazer a lua-de-mel em um cruzeiro, numa pousada, na praia ou num hotel fazenda de primeira qualidade. Os convidados poderão presentear os noivos pagando uma parte da viagem. Os noivos, geralmente, adoram ser presenteados assim.

Gostou ? Compartilhe:
nov
11
2011

Alimentação: Na medida certa

Envolvidas com a ansiedade do momento, as noivas tendem a desenvolver uma relação de amor e ódio com a comida. Afinal, como driblar o problema?

 

Uma das principais preocupações das noivas é conseguir manter o peso ou perder alguns quilinhos até a chegada do grande dia. Mulheres chegam a fazer sacrifícios, que incluem dietas sem fundamento, para ficarem lindas e esbeltas no vestido de noiva. Por outro lado, como o clima do casamento é envolvido por grande expectativa e ansiedade, comer pode trazer uma sensação de alivio e prazer. O problema é, depois, conviver com a culpa. E para as que querem engordar, exagero também faz mal. De qualquer forma, alimentação não deve ser mais um problema a rondar a mente da noiva. Equilíbrio é a palavra de ordem!

Não é raro encontrar noivas que ficam o dia todo do casamento ou até semanas anteriores á data sem se alimentar de maneira correta, comendo demais ou de menos, esquecendo-se completamente que os extremos são muito perigosos. A solução, embora não seja fácil, é seguir uma dieta balanceada que inclui alimentos saudáveis essenciais nessa fase, como, frutas, cereais, legumes e verduras. Importante saber que esses alimentos fornecem nutrientes importantes para amenizar os efeitos do estresse e ainda ajudam a controlar o peso. Ou seja, comer direito pode fazer a noiva ficar calma e tranquila. Depois, entrar no vestido será apenas uma consequencia.

No dia “D”

O casamento é unico, especial e concentra uma forte carga de sentimentos que o difere de todos os outros momentos na vida da noiva. A ansiedade toma conta, mas é preciso ficar atenta, mas é preciso ficar atenta, pois associada á má alimentação ela pode resultar em mal-estar durante a cerimonia. No dia do casamento, a noiva precisa focar somente nela e relaxar.

O mais adequado é comer em pouca quantidade, varias vezes ao dia. Saborear uma fruta pelo menos uma hora antes da cerimonia ajuda a manter regularizada a taxa de açúcar no organimo, o que evita tonturas no altar. Começar o dia com um delicioso café da manhã, rico em vitaminas e complementado com refeições leves também tratará bem-estar e disposição para a noiva enfrentar o dia mais feliz de sua vida. As dicas valem para os noivos também, claro!

Cardápio para o dia da noiva

A pedido da revista Festas e Noivas, a nutricionista Claudia Novais preparou um cardápio especial para auxiliar as noivas. É um cardápio leve e prático, mas que garante energia para esse dia tão especial.

8H00 – Café da Manhã

- 1 fruta.

- 1 xícara de café ou chá.

- 1 fatia de pão integral com queijo fresco (2 fatias finas).

O ideal é não ficar mais de 4 horas em jejum.

10H30 – Lanche da Manhã

- 1 barra de cereal e água de coco.

13H30 – Almoço Leve

- Salada de folhas e legumes (¹/2 prato)

- 1 filé de carne branca.

- 3 colheres de sopa de arroz

ou

- Sanduíche: pão integral com queijo magro, peru e salada.

- 1 copo de suco de fruta.

17H00 – Lanche da Tarde

 - 1 garaffinha de água de coco e mix de castanhas (¹/2 xícara de chá).

Gostou ? Compartilhe: